SOL

O Sol é vital para a existência humana. O corpo precisa dela para formar vitamina D – que é importante para a estrutura óssea, por exemplo. O Sol não envia apenas radiação visível para a terra, envia também radiação invisível que representa um potencial de risco para a pele.

A radiação solar é composta por vários raios (alguns dos quais são bloqueados pela camada de ozono e não chegam à terra). À terra chegam os raios visíveis, raios ultravioleta (IV) e raios ultravioleta (UV). Os raios ultravioleta podem ser UVA, UVB e UVC, dependendo do seu cumprimento de onda (os raios UVC são bloqueados pela camada de ozono).

Raios Visíveis Raios Infravermelhos (IV)
A radiação visível é capaz de agir sobre a retina do olho humano causando uma sensação visual. Os raios infravermelhos (IR) permitem-nos sentir o calor pois transportam raios de energia térmica.
Raios Ultravioleta (UV) Índice UV
Os raios ultravioleta (UV) são raios invisíveis que estão divididos em raios UVA, UVB e UVC. Os raios UVA penetram profundamente na pele e suprimem o sistema imune, podendo causar danos na pele a longo prazo (como envelhecimento prematuro da pele e cancro), os raios UVB penetram menos profundamente que os raios UVA e são os principais responsáveis por queimaduras solares.
A variação da intensidade do Índice de UV depende da hora, do local, da altura do Sol, das variações na espessura do ozono, da nebulosidade, das partículas presentes na atmosfera, etc.80% dos raios UV penetram as nuvens
60% dos raios UV ocorrem entre as 10 e as 14h
A sombra consegue reduzir a exposição aos raios UV em 50% ou mais
A areia branca reflete 15% dos raios UV
A intensidade do sol, bem como o tipo de pele individual, é crucial para a seleção de proteção UV adequada. O índice ultravioleta (UV) fornece informações sobre a intensidade da radiação UV num local específico.
O Índice de ultravioleta é uma medida dos níveis de radiação solar ultravioleta à superfície que efetivamente contribui para a formação de uma queimadura na pele humana. A resposta da pele humana às radiações ultravioleta é baseada no “Erythemal action spectrum” que é aceite pela Comissão Internacional sobre a Luminosidade (Commission Internationale de L’Eclairage (CIE)).
A variação da intensidade do Índice de UV depende da hora, do local, da altura do Sol, das variações na espessura do ozono, da nebulosidade, das partículas presentes na atmosfera, etc.
O Índice UV é o número que indica a intensidade da radicação solar num determinado instante. Quanto maior o índice UV, maior é o risco de queimadura na pele devido a exposição à radiação solar em período de tempo curto.